Atum e Sardinha: em Água ou Óleo

atum-e-sardinha-em-lata-1421254509332_300x300

Tem coisa mais prática do que abrir uma latinha de atum e acabar com a fome?

Hoje em dia, na correria, a alimentação saudável tem que combinar com praticidade também.

Mas são várias as opções de atum e sardinha enlatados que encontramos no mercado: com água, molhos, óleo, azeite, light, em pedaços, processados… Mas você já deve ter ouvido falar que estes podem ser contaminados pelo alumínio das embalagens, certo? Então, assim como eu, deve estar se perguntando: qual será a opção mais saudável?

 

Qual seria a melhor opção de conservação na água ou no óleo? Alumínio e mercúrio são metais pesados e lipofílicos, ou seja, têm afinidade por gordura. Sabe o que acontece desde que o peixe é enlatado na indústria até chegar na sua casa para ser consumido? O metal da lata e do peixe, que pode estar contaminado, passam para o óleo da conserva! Esse é um dos motivos pelos quais é importante a conserva em óleo, e não na água. Portanto sempre jogue fora o óleo contido na lata e utilize apenas o peixe! Metais pesados ficam depositados no nosso cérebro que tem aproximadamente 60% de gordura e podem ser fator de risco para Alzheimer, entre outras coisas”.

 

Ou seja, quando o peixe é enlatado com água, os metais ficam depositados nele, e ao consumirmos, estes metais vão direto para o nosso organismo. Quando em óleo, os metais ficam no óleo e o jogamos fora, deixando o peixe livre destes.

Então lembre-se: atum e sardinha sempre em óleo! E não se esqueçam de lavar o peixe para o livrar o máximo possível das toxinas.

Deixe uma pergunta:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Desenvolvido por: