Benefícios do Treinamento Resistido (Musculação) para Gestantes

 

Os exercícios resistidos também conhecidos como musculação, é uma modalidade esportiva realizada por um número cada vez maior de pessoas no mundo todo.

O treinamento de musculação consiste em vencer uma determinada resistência que podem ser máquinas, pesos livres, elásticos e o próprio peso corporal realizando contrações musculares de forma repetida (Azevedo e colaboradores, 2012). Através da prática da musculação, diferentes objetivos podem ser atingidos, como aumento da força muscular, potência muscular, resistência muscular, hipertrofia muscular, fortalecimento muscular e redução do percentual de gordura (Simão, Polito e Monteiro, 2008).

Com relação a gestantes, o treinamento resistido tem sido cada vez mais estudado e novas pesquisas comprovam sua eficácia principalmente com relação a prevenção de dores articulares, que gestantes relatam principalmente no último trimestre de gestação, a prática regular dessa atividade durante a gestação, pode auxiliar a mulher a passar por todas mudanças posturais e fisiológicas com maior facilidade, fortalecendo a musculatura postural, membros superiores (auxiliando o suporte das mamas que aumentam peso e tamanho), membros inferiores, esses por sua vez são sobrecarregados pelo aumento abdominal, prevenindo o surgimento de varizes, auxiliando o controle do peso durante a gestação, prevenção da diástase (separação da linha média conhecida como linha alba) do músculo reto abdominal, melhora da autoimagem redução da ansiedade, entre outros.

 

Prescrição

 

A prescrição deve ser individualizada, caso a gestante já faça esse tipo de atividade e não apresente nenhum tipo de intercorrência clínica ou obstétrica, ela pode dar continuidade ao seu programa de treino, desde o primeiro trimestre de gestação, a frequência semanal também deverá ser a mesma que a gestante realizava. Caso a gestante nunca praticou essa atividade é indicado realizá-la em dias alternados, dando tempo para que sua musculatura se recupere. Para uma boa prescrição dessa atividade o professor deve atentar-se aos seguintes pontos:

 

– Trabalhar os principais e maiores grupamentos musculares (peitorais, costas e pernas) indicando exercícios multiarticulares (que envolvem grande número de músculos durante a execução do movimento).

– Realizar de 2 a 3 séries por exercício.

– Realizar de 12 a 15 repetições por séries, intervalos de 1 a 2 minutos.

– Utilizar cargas submáximas, para evitar que a gestante realize apneia (indicativo de cargas próximo da máxima) .

– Após o 4º mês, não realizar exercícios totalmente deitada (posição supina), utilizar inclinação superior a 45° e nenhum exercício que comprima o abdômen.

– Convém ao profissional sempre questionar a gestante sobre conforto e disposição da mesma e ter em mente que o objetivo do programa é a saúde sem prioridade estética.

 

Exemplos de exercícios a serem prescritos :

 

 

artigo-6-2

 

 

artigo-6-3

 

 

Carolina Pilegi

CREF: 066742-G/SP
EPSLogo

Deixe uma pergunta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dra Ritz - © 2015 - Todos os direitos reservados.