Sete maneiras que o plástico danifica o organismo

Os plásticos (ou mais precisamente, os ftalatos) são agora considerados o poluidor número um ao corpo humano. Eles são uma classe de substâncias químicas agregadas a uma série de produtos, tornando-os flexíveis, duráveis, e esses produtos químicos também estão presentes em itens que você não consideraria plásticos, como pesticidas, detergentes, cosméticos, medicamentos ou em seu shampoo. Eles são encontrados em muitos lugares, sendo difícil evitá-los por completo.

 

Você pode viver no lugar mais prístino do planeta Terra e ainda encontrar animais poluídos com plásticos.

 

É um fato interessante que os plastificantes estão de 10.000 a 1.000.000 vezes mais concentrados em nossos corpos do que quaisquer outras toxinas que foram encontradas em estudos da EPA (agência americana de proteção ambiental).

 

Infelizmente uma vez no corpo, esses plásticos causam enormes danos:

 

1: Os ftalatos prejudicam a química dos ácidos graxos, em especial o ácido graxo DHA (ácido docosahexaenoico) – fundamental para o revestimento celular ou membrana. Este ácido graxo é a base para a saúde cerebral, incluindo memória e recall.

 

2: Os ftalatos podem criar uma deficiência de zinco que compromete o metabolismo das vitaminas A e B6. Por sua vez, isso pode levar a condições como indigestão, depressão, doenças cardíacas, câncer, diabetes e envelhecimento acelerado.

 

Como observação, a combinação de baixo teor de zinco e baixo DHA pode levar à inflamação crônica. A literatura médica identificou claramente a inflamação crônica como uma das patologias subjacentes mais comuns da maioria das doenças, levando a doenças autoimunes (artrite reumatoide, esclerose múltipla) ao câncer e doenças cardíacas.

 

3: Os ftalatos foram considerados responsáveis por danificar o pâncreas levando ao diabetes, resistência à insulina e síndrome metabólica.

 

4: Os ftalatos baixam a sulfatação. Isso significa que você não pode mais efetivamente desintoxicar-se como deveria e, por sua vez, podendo levar a uma série de desafios de saúde.

 

5: Os ftalatos danificam a função hormonal, especialmente a tireoide e a testosterona.

 

6: Os ftalatos podem envenenar os peroxissomas necessários para o controle da química do colesterol; podem elevar o colesterol e, ao mesmo tempo, evitar que o colesterol forme os “hormônios felizes” (neurotransmissores) do cérebro.

 

7: Os ftalatos podem danificar a capacidade do corpo de produzir a catalase. A enzima catalase é absolutamente essencial para eliminar o peróxido de hidrogênio que as células cancerosas produzem para criar metástases ou se espalharem por todo o corpo. A falta de catalase é uma razão pela qual muitos tipos de câncer parecem estar em remissão após os tratamentos, apenas para ressurgir meses ou anos depois com consequências letais.

 

Estes são apenas 7 dos efeitos devastadores dos plásticos em nossos corpos. Muitas doenças nunca serão curadas até que os ftalatos sejam eliminados.

Deixe uma pergunta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dra Ritz - © 2015 - Todos os direitos reservados.