Combata a ansiedade à mesa

Devorar um hambúrguer ou mergulhar numa porção de batatas fritas não são as únicas maneiras de boicotar sua dieta e arriscar seu treinamento. Existe uma inimiga, invisível na hora das refeições, que pode colocar a perder meses de dedicação e sacrifícios, principalmente às vésperas daquela competição para a qual você se preparou tanto: a ansiedade.
Originária do latim anxietate, que entre tantos significados é sinônimo de angústia, opressão e inquietação, a palavra ansiedade pode muito bem ser traduzida por um estado de espírito que leva a viver o futuro, a permanecer ausente no momento presente. Essa excitação provoca reações no organismo que aceleram o metabolismo do corpo, levando a pessoa a procurar formas de “descarregar” toda a energia acumulada. Por isso, é muito comum optar pelo excesso de exercícios ou pela alimentação descontrolada, inconsciente.
Alimentos que aumentam os níveis de serotonina, responsável pelo bem-estar e pelo relaxamento, como peixes, ajudam a combater a ansiedade
Para livrar-se da ansiedade é importante descobrir o agente causador dela, é preciso ir além do cardápio. Estudos comprovam que situações como adaptação a novas situações, excesso de estímulos e tarefas, cansaço e baixa resistência, busca por metas e resultados, e dietas mirabolantes estão entre alguns dos fatores que provocam a sensação. E o auxílio pode estar nos ingredientes levados ao prato. É justamente na alimentação e em pequenos hábitos que encontramos aliados para combatê-la:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
– Correr ou fazer qualquer atividade física é fundamental, mas é importante não descontar na hora do treino; respeite seus limites e o descanso;
– Para saciar a fome e evitar exageros opte por carboidratos ricos em fibras;
– Pesquisas ainda em andamento comprovam que especiarias e ervas, como sálvia, orégano e tomilho, contêm grandes quantidades de flavonoides, que estimulam o funcionamento do cérebro e também podem ter efeitos sobre o humor e a ansiedade;
– Inclua em seu cardápio alimentos que aumentam os níveis de serotonina, responsável pelo bem-estar e pelo relaxamento, como: castanha-do-pará, peixes e carnes brancas e magras, frutas adocicadas como maçã e jabuticaba, espinafre.

Deixe uma pergunta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dra Ritz - © 2015 - Todos os direitos reservados.