Quanto tempo demoramos em formar um novo hábito?

 

Esse artigo vai ser interessante para aqueles que fizeram uma lista de promessas de Ano Novo. Especialmente por se tratar de novos propósitos, vamos observar com um olhar mais realista a quantidade de tempo e esforço necessários.

Sabemos que nós somos o que fazemos. Hábitos são formados por meio do fortalecimento de parcerias entre os neurônios e a repetição fortalece suas conexões e suas descargas em conjunto. Mas como essa conexão é aprendida?

A teoria diz que para que se enfraqueça, se reescreva ou se forme novas conexões neuronais, são necessários tempo e repetições.  Também podemos recuperar uma ligação (um hábito anterior) se retornarmos a um comportamento enquanto suas conexões não foram extintas. Isto é conhecido como recuperação espontânea e estudado do ponto de vista das teorias de condicionamento.

Quanto tempo é necessário para que uma nova conduta se torne hábito?

As pessoas que se sentem seguras em dar um número para esta pergunta, afirmam ser de 21 dias. Este é o número que frequentemente vemos nos sites e revistas mais populares. Mas a verdade é que não foi demonstrado que esta duração garanta aprender um novo hábito, pelo menos não como se afirma na mídia, sobre qualquer hábito, indiscriminadamente: exercícios, dietas, escrever um diário, etc. E, curiosamente não fornecem dados sobre isso.

Um estudo realizado pela University College London investigou de forma mais cientifica o tempo necessário para estabelecer um hábito tomando em consideração as diferenças entre os diversos tipos de hábitos. Eles selecionaram 96 participantes que foram convidados a escolher um comportamento que desejavam tornar um hábito em sua vida diária. Muitos preferiram hábitos relacionados à saúde. Durante os 84 dias que durou o estudo eles registravam se haviam realizado a conduta e, principalmente, quanto de automática lhes pareciam. Isso é importante, pois se considera que o hábito é finalmente formado quando ele é percebido de maneira automática, ou seja, como uma rotina que não se tenha que pensar muito para fazê-la, mas que por si só ocorre.

Os resultados mostraram que, em média se levou cerca de 66 dias para formar este novo hábito. No caso dos hábitos mais simples como beber algo depois de almoçar, foram atingidos em 20 dias, enquanto que aqueles que tentaram comer um pedaço de fruta com a refeição demoraram o dobro do tempo. Quanto mais difícil o hábito mais tempo se leva para alcança-lo. Um participante não conseguiu estabelecer o hábito de realizar 50 agachamentos depois do café da manhã durante o tempo do experimento. No entanto, outro participante conseguiu estabelecer o hábito de caminhar 10 minutos todos os dias depois do almoço em 50 dias.

A curva relativa entre automação e repetição tem um aumento de diminuição na sua curvatura. Isto significa que as repetições iniciais representam um grande aumento na automação, mas depois de certo número de repetições, a automação diminui.

As conclusões deste estudo são que, embora seja verdade que se possa estabelecer um novo hábito em 21 dias (um hábito simples), a maioria deles requer um período mais longo, até mesmo superior a 3 meses. Analisando a evolução e inclinação das curvas de progressão para a automação poderíamos prever que alguns indivíduos teriam levado cerca de um ano (se o estudo tivesse continuado) para chegar a formar seu hábito, já que suas curvas de progresso quase não foram pronunciadas.

Deixe uma pergunta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: